1918/03 - Sétimo Congresso Extraordinário do PCR (b)

O VII Congresso Extraordinário do PCR (b) foi o primeiro Congresso do Partido realizado depois da Grande Revolução Socialista de Outubro. Realizou-se de 6 a 8 de Março de 1918 em Petrogrado na Palácio de Táurida. Foi convocado para resolver em definitivo a questão da conclusão do tratado de paz com a Alemanha, questão em torno da qual se travava uma aguda luta dentro no Partido.

No Congresso participaram 47 delegados com voto deliberativo e 59 com voto consultivo; representavam mais de 170 000 membros do Partido, em cujo número se contam as maiores organizações do partido: de Moscovo, de Petrogrado, dos Urais, do Volga. No momento do Congresso o Partido tinha cerca de 300 000 membros. Mas uma parte significativa não conseguiu enviar delegados devido à urgência com que foi convocado o Congresso ou devido à ocupação provisória pelos alemães de uma série de regiões do país dos Sovietes.

O Congresso aprovou a seguinte ordem de trabalhos: relatório do CC; a questão da guerra e da paz; revisão do programa e alteração do nome do Partido; questões de organização; eleição do CC.

Lénine dirigiu todos os trabalhos do Congresso. Apresentou o relatório político do CC e o relatório sobre a revisão do programa e a alteração do nome do Partido; participou na discussão de todas as questões, tendo feito 18 intervenções.

Depois do relatório político do CC, o chefe dos "comunistas de esquerda", Bukhárine, fez um co-relatório, no qual propôs a reivindicação aventureira da guerra contra a Alemanha. Em torno dos relatórios travou-se uma aguda discussão na qual intervieram 18 delegados. Influenciados pelos argumentos convincentes de Lénine, uma parte dos "comunistas de esquerda" reviu as suas posições. Tendo aprovado por unanimidade o relatório do CC, o Congresso passou à discussão da resolução sobre a questão da guerra e da paz. Tendo rejeitado as "Teses sobre o Momento Actual", apresentadas pelos comunistas de esquerda", o Congresso, em votação nominal, aprovou a resolução de Lénine sobre a paz de Brest por 30 votos contra 12 e 4 abstenções.

Depois o Congresso analisou a questão da Revisão do programa e da alteração do nome do Partido.

Lénine fez um relatório sobre estas questões na base de um Borrão de Projecto de Programa por ele escrito e distribuído aos delegados antes de começar o Congresso. Mostrando que o nome do Partido deve exprimir os seus fins, Lénine propôs que se mudasse o nome do Partido para Partido Comunista da Rússia (bolchevique) e se alterasse o seu programa. Tendo votado unanimemente a favor da resolução de Lénine, o Congresso aprovou o nome do Partido proposto por Lénine. Para a elaboração final do novo programa o Congresso elegeu uma Comissão de sete membros chefiada por Lénine. Em votação secreta o Congresso elegeu um Comité Central de 15 membros efectivos e 8 suplentes. Os "comunistas de esquerda" Bukhárine, Lómov (oppókov) e Urítski declararam ao Congresso que se recusavam a trabalhar neste organismo, recusa que mantiveram durante vários meses apesar das repetidas insistências do CC.

O VII Congresso do Partido teve um enorme significado histórico. Confirmou a justeza da linha leninista para conseguir uma trégua, derrotou os desorganizadores do Partido - "comunistas de esquerda" e trotskistas - e voltou o Partido Comunista e a classe operária para o cumprimento das tarefas fundamentais da construção do socialismo. As decisões do Congresso foram amplamente discutidas nas organizações de base do Partido e, apesar da acção dos "comunistas de esquerda", obtiveram a aprovação geral. O IV Congresso Extraordinário dos Sovietes de Toda a Rússia, que se realizou pouco depois, ratificou o Tratado de Paz de Brest.

Ler texto de Lénine em PDF