1916, O Oportunismo da II Internacional

Com o eclodir da I Guerra Mundial, a maioria dos Partidos da II Internacional trai a classe operária e adopta posições social-chauvinistas, apoiando a chacina de milhões de trabalhadores na defesa dos interesses das classes dominantes dos respectivos países.

Lénine, e um importante embora minoritário sector da social-democracia, repudia esta posição.

"O oportunismo mais do que amadureceu, passou efinitivamente para o campo da burguesia, transformando-se em social-chauvinismo: ele rompeu espiritual e politicamente com a social - democracia. Romperá com ela também organizativamente. Os operários reclamam já uma imprensa «sem censura» e reuniões «não autorizadas», isto é, organizações clandestinas para apoiar o movimento revolucionário das massas. Só uma tal «guerra à guerra» é uma causa social - democrata e não uma frase. E a despeito de todas as dificuldades, das derrotas temporárias, dos erros, dos enganos, das pausas, essa causa levará a humanidade à revolução proletária vitoriosa." - Lénine

(Importar Livro em PDF)