CDU Mercês - Sanitários Públicos do Príncipe Real devem reabrir

 

Conforme prometemos no Boletim de Novembro vamos abordar com mais detalhe a situação dos Sanitários Públicos existentes no Príncipe Real e que se encontram fechados desde  Novembro de 2005. 
    
Até Novembro de 2005 funcionaram no Jardim do Príncipe Real uns sanitários públicos que podiam ser considerados motivo de orgulho da freguesia das Mercês. Com instalações subterrâneas amplas, sempre mantidas em bom estado de conservação e esmeradas côndições de limpeza. Era pena que parte da população desconhecesse  a sua existência por falta de adequada sinalização.

A partir da data acima mencionada os sanitários foram encerrados, ficando sujeitos à natural degradação que o passar do tempo provoca.


Hoje, quem espreitar para lá através das grades só vê a imundice característica do total abandono em que têm permanecido.

Antes, além de um factor de valorização do Jardim do Príncipe Real, eram de uma grande utilidade para os frequentadores deste jardim – principalmente das pessoas idosas - que passam o    seu tempo de lazer  a jogar às cartas.

Agora, muitos urinam junto às árvores, perto do  Parque Infantil, onde muitas crianças brincam.  

Além destes utilizadores, temos de pensar na feira biológica que se realiza no local e que é frequentada por muitos compradores e feirantes, e, nas  pessoas que passam algum tempo de lazer neste belo Jardim Histórico do Príncipe Real .  
Isto não pode continuar assim.  

É preciso que o executivo da Junta reclame junto da Câmara, que sejam feitas as obras necessárias para a sua reabertura.

É preciso fazer entender à Câmara, com  muita determinação e firmeza, que  os utentes do Jardim e os moradores das Mercês não aceitam que esta situação se prolongue por mais tempo.

Já passou mais de um ano. Cada dia que passa as obras de restauração ficam mais caras.  

Os  funcionários que ali trabalhavam  ficaram desde então desempregados.  Será que isso, também, não preocupa o executivo da nossa Junta ?      

A Junta ou a Câmara têm de resolver esta  situação rapidamente!