Por 60%, trabalhadores do Metro elegem Amável Alves para a Comissão de Fiscalização

dsc_0089.jpg

Realizaram-se hoje as eleições para o representante dos trabalhadores na Comissão Fiscalizadora do Metropolitano de Lisboa. Amável Alves, membro do CC do PCP, foi eleito por 60% dos votos expressos, numas eleições onde participaram 7 outros candidatos e perto de 700 trabalhadores. Esta eleição, hoje rara quando a contra-revolução já destruiu muito dos mecanismos que facultavam aos trabalhadores algum controlo da gestão, deve ser um estímulo à luta por um maior controlo da gestão por parte dos trabalhadores, numa situação social onde os grupos económicos privados destroem empresas e emprego (incluindo no sector público, que hoje instrumentalizam) na busca de lucros e da manutenção dos seus previlégios.

Governo sobre o Metro: Por Decreto, nas costas dos trabalhadores e do Parlamento!

logoml.jpgFoi por decreto que hoje o Governo alterou o Estatuto do Metropolitano de Lisboa. Como é sua prática, fê-lo nas costas dos trabalhadores e do próprio parlamento, num processo conduzido no secretismo e onde só os interesses económicos do costume foram tidos em conta. O Grupo Parlamentar do PCP irá chamar esse decreto-lei ao Parlamento, e a célula do PCP na Empresa apela aos trabalhadores à vigilância e à determinação, pois no momento presente, só os trabalhadores tem a capacidade e a força de defender as Empresas das corrosivas políticas neoliberais.

No Metro, é preciso colocar os pontos nos iiiis sobre a Assinatura do AE!

metro13mar09.jpgA Célula do Metropolitano de Lisboa do PCP está a distribuir aos trabalhadores da Empresa um seu comunicado sobre a assinatura do Acordo de Empresa a 18 de Março. Aí se responde à demagogia do PS/Metro, que apesar de ter visto o seu Governo denunciar o AE, e só dois anos de luta dos trabalhadores ter imposto ao seu Governo a assinatura de um novo AE, ainda consegue arranjar lata para vir tentar recolher louros dessa assinatura!

Ler Comunicado em PDF

Jerónimo de Sousa com os trabalhadores do Metro

pagina.jpgNo quadro das comemorações do 50º Aniversário do início da exploração do Metropolitano, a Célula do PCP na Empresa convidou o Secretário-Geral do PCP, Jerónimo de Sousa, para um almoço no refeitório do PMO III. Na ocasião, Jerónimo de Sousa destacou a importância - nos dias de hoje - do exemplo da luta dos trabalhadores do Metropolitano na defesa do seu AE: desde o momento em que a Administração (no início de 2007) decidiu revogar o Acordo de Empresa até à conclusão já concretizada da negociação do AE para 2009/2013 salvaguardando os direitos conquistados, sublinhando a importância das grandes lutas de 2007 que determinaram o processo e a sua conclusão.

Ler Comunicado em PDF

Grande plenário no Metropolitano de Lisboa

Integrado na Jornada de Luta da CGTP-IN deste dia 1 de Outubro, decorreu pelas 10.00 da manhã um plenário convocado pela CT do Metro de Lisboa, apoiado pelo STRUP(CGTP-IN), SIMDEM, STTM e SITRA (UGT), onde interveio Amável Alves da FECTRANS / CGTP-IN. O plenário contou com a participação mais de 150 trabalhadores. Entretanto a FECTRANS fornecia mais resultados das diversas acções que decorriam neste dia de luta: Rodoviária Lusitânia (97% de adesão); CP Carga da Bobadela e Alhandra (parada a circulação); diversas estações de comboios encerradas; adesão perto de 100% na Soflusa e a circulação interrompida.

Célula do Metro apela à luta para 28 de Junho

A Célula do PCP no Metro editou um comunicado aos trabalhadores da empresa apelando à participação na Manifestação da CGTP-IN de 28 de Junho. Nesse comunicado, o PCP sublinha a importância da luta e unidade dos trabalhadores para parar, derrotar e substituir a actual política de direita.

Ler Comunicado em PDF 

5 Junho - 33 anos da nacionalização do Metropolitano

Faz hoje 33 anos que se realizou a nacionalização do Metropolitano, data assinalada pela Comissão de Trabalhadores da Empresa no documento que aqui reproduzimos. Uma data oportunamente recordada num momento em que o Governo continua a apostar na privatização dos sectores estratégicos da economia nacional à custa dos trabalhadores e do nosso povo e para beneficio da classe dominante.

Célula do PCP no Metro contra tentativa de imposição de "aumento" de 2,1%

A Célula do PCP no Metro denuncia a tentativa de imposição de um "aumento" de 2,1% por acto de gestão, pois significaria uma nova e injustificável redução real dos salários dos trabalhadores. 

Ler Comunicado em PDF

PCP denuncia ilegalidades no Metro de Lisboa

O Grupo Parlamentar do PCP apresentou três requerimentos ao Governo relativos a um conjunto de ilegalidades que estão a ser cometidas na Empresa e das quais o Governo - quer directamente quer porque nomeia os Conselhos de Administração - é responsável.

Perante as situações denunciadas - e que pode ler em detalhe em Ler Mais - fica a questão: será que para este Governo só os trabalhadores é que têm que cumprir as leis? 

Nova Bilhética no Metro significa mais imposto e maiores dificuldades

A introdução de um novo sistema de bilhética no Metropolitano de Lisboa prejdica utentes e trabalhadores, coloca a Célula do PCP no Metro, que exige da Administração e do governo que seja eliminado o novo imposto de 50 cêntimos, bem como que sejam ouvidos os trabalhadores da Empresa.

Ler Comunicado em PDF