No Metro, a luta continua!

Os trabalhadores do Metro realizam hoje uma nova jornada de luta, com uma greve de 24 horas que está a paralizar a circulação ferroviária. Esta luta, além das reivindicações centrais que têm animado a luta na empresa - resistir a privatização, defender a contratação colectiva e combater os roubos no salário e pensões - apresenta a particularidade da denúncia do comportamento da direcção da Exploração Operacional da empresa, que tem multiplicado os comportamentos provocatórios contra os trabalhadores. O PCP exige que o Governo pare o processo de degradação e privatização do Metro de Lisboa, e respeite os direitos dos trabalhadores e dos utentes.