Contra a precariedade e a exploração no Porto de Lisboa

audicao22042016 jpg1200aO PCP questionou hoje o Governo sobre as ilegalidades que estão a ser cometidas pelo patronato do Porto de Lisboa, nomeadamente sobre a utilização abusiva e ilegal de horas extraordinárias ao mesmo tempo que mantém um conjunto de trabalhadores sem laborar. O requerimento surge numa altura onde, face ao agravamento da situação nos Portos, o PCP avançou com uma Audição Parlamentar para o próximo dia 22 de Abril.

Ler Requerimento em PDF