Nos portos, os patrões querem que o Estado imponha mais exploração ao serviço dos seus interesses egoístas!

mini-port2012outNeste comunicado, o PCP reage às declarações de carácter fascista da Associação Industrial Portuguesa, que em comunicado exigiu mais exploração nos portos e o uso de toda a força do Estado para impôr essa exploração aos trabalhadores portuários. Uma nota onde o PCP sublinha que os patrões confundem o interesse nacional com os seus mesquinhos objectivos, recorda que a justa luta em curso resultou da tentativa de destruição dos direitos dos trabalhadores portuários por governo e patrões, e exige que o Governo encete um processo sério de negociação com as organizações verdadeiramente representativas dos trabalhadores marítimo-portuários no sentido de satisfazer as suas justas reivindicações.

Ler Comunicado em PDF