Trabalhadores Portuários encerram Portos, em luta contra a precariedade, o desemprego e a exploração!


mini-caporOs trabalhadores portuários cumprem hoje uma greve decretada por Sindicatos da Frente Sindical Maritimo-Portuária que já está a paralizar a actividade nos Portos de Lisboa, Setúbal, Aveiro, Sines, Leixões, Viana e Figueira. Os trabalhadores lutam contra a tentativa do governo de liquidar a legislação sectorial e assim reinstalar as antigas Casas do Conto através do trabalho precarizado e sem direitos, e lutam ainda contra os roubos e ataques já lançados por via do OE2012 e do novo Código de Trabalho. O PCP, activamente solidário com os trabalhadores em luta, reafirma que o necessário desenvolvimento da actividade portuária em Portugal só poderá ser feita com os trabalhadores do sector e não contra os trabalhadores.