Linha de Cascais: Romper com a degradação, apostar no serviço público!

2015 Jan Comunicado Linha CascaisRealizou-se hoje uma jornada de contacto e esclarecimento junto dos utentes da Linha de Cascais sobre a sua situação e o seu futuro e ainda sobre as ameaças crescentes que sobre ela se abatem. Uma acção onde a CDU responsabilizou PS/PSD/CDS pela situação de completa degradação da qualidade e fiabilidade deste transporte ferroviário, e onde apresentou as suas propostas e soluções para a mesma, apelando ao voto na CDU como factor determinante para a ruptura com o caminho de desastre que tem vindo a ser trilhado.

 

Ler Comunicado em PDF

CDU apela ao voto dos Ferroviários

ferroviarios cdu2015setA CDU iniciou hoje a distribuição de um Manifesto aos Ferroviários, onde detalha os 10 compromissos que assume para com os ferroviários, ao mesmo tempo que torna público um conjuntode apoiantes do sector e divulga um depoimento de Catarina Cardoso, ferroviária e candidata da CDU nas listas do Distrito de Lisboa.

Ler Comunicado em PDF

CDU presta contas aos Ferroviários

secferrO Boletim de Agosto de 2015 do Sector Ferroviário do PCP é dedicado em exclusivo a prestar contas aos ferroviários do trabalho desenvolvido pelo Grupo Parlamentar do PCP em defesa dos Ferroviários, da ferrovia e do sector ferroviário. Uma acção que passou por mais de 100 iniciativas legislativas, mas que se destaca não só pela quantidade, mas fundamentalmente pela defesa consequente, firme e corajosa dos interesses dos ferroviários e de Portugal.

Ler Presta Contas em PDF

CP Carga e EMEF: Travar o saque, continuar a luta!

ferroviarios 2015jul24A Célula dos Ferroviários está a distribuir um comunicado aos trabalhadores sobre as decisões ontem anunciadas pelo Governo, que anunciam a decisão de vender a CP Carga por 2 milhões de euros depois de nela injectar mais de 100 milhões, e procedem ao cancelamento do processo de privatização da EMEF depois do Tribunal de Contas ter chumbado os contratos ilegais que tentou fazer aprovar. O PCP apela à intensificação da luta dos ferroviários e sublinha a importãncia de romper com o rumo de desastre nacional que está a ser imposto à ferrovia.

Ler Comunicado em PDF

Ferroviários em luta contra a destruição do sector

ManifFerroviarios16Jul2015No dia 16 de Junho realizou-se uma greve na CP Carga contra a privatização da empresa e uma concentração frente à Sede da CP seguida de desfile para o Camões (foto), onde se juntaram ainda trabalhadores da EMEF e da CP. Foi um momento importante da luta que continua contra a destruição do sector ferroviário que o Governo está a levar a cabo.

Ferroviários cortam circulação ferroviária em luta contra a destruição do sector

image1Em luta contra a destruição da ferrovia e contra a privatização da EMEF e da CP Carga, um conjunto de ferroviários cortaram hoje a circulação na Linha do Norte em Santa apolónia (foto) e no Entroncamento. O PCP lamenta que o Governo continue apostado ba total desestabilização da ferrovia nacional, e apela aos ferroviários, e ao povo português, para intensificar a resistência e a luta!

PCP exige cancelamento imediato da privatização da EMEF e da CP Carga

jul15 emefcpcargaFace à decisão do Conselho de Ministros de ontem de aprofundar o criminoso processo de privatização da EMEF e da CP Carga, o PCP editou um comunicado aos ferroviários onde exige o imediato cancelamento destes processos, que se impõe mais que nunca face às recentes decisões do Tribunal de Contas, que cancelou 364 milhões de euros de contratos entre a CP e a EMEF por causa da privatização.

Ler Comunicado em PDF

É preciso travar o rumo do Governo de desestabilização da ferrovia!

emef tcO PCP confrontou o Governo com a sua reacção ao facto de o Tribunal de Contas ter chumbado um conjunto de contratos ilegais que o Governo impôs que fossem celebrados entre a CP e a EMEF.  A única reacção possível é o cancelamento imediato do processo de privatização, até porque o caminho que está a ser seguido pode trazer graves consequências à própria circulação ferroviária.

Ler Requerimento em PDF

PCP confronta governo com vergonhosa festa comício da Infraestruturas de Portugal

ng4353502A Festa organizada para celebrar a criminosa fusão da Estradas de Portugal com a REFER custou 294 mil euros, e meteu comida e bebida gratuita, deslocações de borla para o Entroncamento, cachecóis e outros materiais oferecidos aos poucos trabalhadores presentes. O PCP questionou o Governo sobre a responsabilidade por esta palhaçada, numa empresa onde em nome da austeridade se roubam salários e direitos.

Ler requerimento em PDF

CP Carga recebe locomotivas públicas, mas só depois de privatizada!

cpcargajul15O PCP confrontou o Governo com a sua política de dupla face - tudo contra as empresas públicas, tudo a favor das empresas privadas - desta vez a propósito do criminoso processo de privatização da CP Carga, onde o governo tem o descaramento de colocar a transferência das locomotivas da CP para o comprador da CP Carga, quando o aluguer desse material é a única razão para que a CP Carga apresenta resultados líquidos negativos, quando apresenta.

Ler requerimento em PDF