PCP exige cancelamento imediato da privatização da EMEF e da CP Carga

jul15 emefcpcargaFace à decisão do Conselho de Ministros de ontem de aprofundar o criminoso processo de privatização da EMEF e da CP Carga, o PCP editou um comunicado aos ferroviários onde exige o imediato cancelamento destes processos, que se impõe mais que nunca face às recentes decisões do Tribunal de Contas, que cancelou 364 milhões de euros de contratos entre a CP e a EMEF por causa da privatização.

Ler Comunicado em PDF

É preciso travar o rumo do Governo de desestabilização da ferrovia!

emef tcO PCP confrontou o Governo com a sua reacção ao facto de o Tribunal de Contas ter chumbado um conjunto de contratos ilegais que o Governo impôs que fossem celebrados entre a CP e a EMEF.  A única reacção possível é o cancelamento imediato do processo de privatização, até porque o caminho que está a ser seguido pode trazer graves consequências à própria circulação ferroviária.

Ler Requerimento em PDF

PCP confronta governo com vergonhosa festa comício da Infraestruturas de Portugal

ng4353502A Festa organizada para celebrar a criminosa fusão da Estradas de Portugal com a REFER custou 294 mil euros, e meteu comida e bebida gratuita, deslocações de borla para o Entroncamento, cachecóis e outros materiais oferecidos aos poucos trabalhadores presentes. O PCP questionou o Governo sobre a responsabilidade por esta palhaçada, numa empresa onde em nome da austeridade se roubam salários e direitos.

Ler requerimento em PDF

CP Carga recebe locomotivas públicas, mas só depois de privatizada!

cpcargajul15O PCP confrontou o Governo com a sua política de dupla face - tudo contra as empresas públicas, tudo a favor das empresas privadas - desta vez a propósito do criminoso processo de privatização da CP Carga, onde o governo tem o descaramento de colocar a transferência das locomotivas da CP para o comprador da CP Carga, quando o aluguer desse material é a única razão para que a CP Carga apresenta resultados líquidos negativos, quando apresenta.

Ler requerimento em PDF

Grande Greve na CP Carga contra a privatização da Empresa

IMG 0706Os trabalhadores da CP Carga realizaram este dia 17 uma importante greve contra a privatização da empresa, uma luta que paralizou o transporte ferroviário de mercadorias. Na concentração realizada em Praias do Sado (foto) o Secretário-Geral da CGTP destacou a importância da CP Carga para a economia nacional, enquadrou esta privatização na vasya ofensiva em curaso contra o sector ferroviário e contra o sector público, e apelou ao reforço da resistência e da luta que acabarão por derrotar esta privatização, o governo que a promove e a política que a origina. O PCP está activamente solidário com a luta dos trabalhadores da CP Carga, como demonstra a iniciativa parlamentar (que se anexa) que exige a imediata paralização deste processo.

Ler Projecto de Apreciação Parlamentar à privatização da CP Carga

A EMEF faz falta ao país! É preciso travar o Governo!

PlenarioNacionalEMEF 16Jun20152Os trabalhadores da EMEF (Empresas que assegura a Manutenção e Reparação do Material Circulante Ferroviário, entre muitas outras valências e potencialidades) estiveram este dia 16 em luta num grande plenário realizado no Entroncamento, onde aprovaram uma moção pelo desenvolvimento da luta contra a privatização da sua empresa. Na sequência do plenário, realizaram uma interrupção simbólica da circulação ferroviária recordando que essa mesma circulação depende do seu trabalho. O PCP está activamente solidário com a luta dos ferroviários da EMEF e já apresentou na Assembleia da República uma iniciativa legislativa para travar mais esta criminosa privatização.

Ler Proposta de Apreciação Parlamentar em PDF

PCP avança com iniciativa parlamentar para revogar a fusão da REFER com as Estradas de Portugal

ip crimeO PCP apresentou na Assembleia da República uma iniciativa destinada a realizar a Apreciação Parlamentar do Decreto-Lei que determina a fusão da REFER com as Estradas de Portugal. Na ocasião, o PCP alerta para os perigos desta medida quer no plano operacional, quer para a soberania nacional, quer no plano financeiro, e denuncia a intenção de prosseguir com os despedimentos.

Ler Requerimento em PDF

Fusão REFER/EP: Intensificar a luta até reverter o processo!

ferroviarios 2015mai29Face à publicação hoje do Decreto-Lei de enquadramento da fusão da REFER com as Estradas de Portugal, a célula dos ferroviários editou este comunicado aos ferroviários sublinhando que a luta contra este processo irresponsável e criminoso tem que intensificar-se até à reversão desta medida, e apontando à travagem igualmente dos restantes processos que convergem com este na pulverização da ferrovia nacional: o das privatizações da CP Carga e da EMEF e o da concessão aos privados das linhas lucrativas da CP (que este decreto-lei já enquadra).

Ler Comunicado em PDF

A EMEF precisa de contratar trabalhadores e parar com as subcontratações!

emefsubO PCP confrontou o Governo na Assembleia da República com o facto de a brutal redução de pessoal na EMEF, muito abaixo das necessidades operacionais, ter implicado um aumento da subcontratação em mais de 700%, implicando já um gasto superior a 6 milhões de euros. O PCP sublinha que tal consequência, profundamente lesiva para a empresa e para as contas públicas, só encontra a sua lógica quando se percebe que o único objectivo do governo é reduzir o número de trabalhadores antes da privatização, custe o que custar. O PCP exigiu que fossem levantadas as restrições à contratação pela EMEF.

Ler Requerimento em PDF

PCP edita Boletim do Sector Ferroviário

bol ferr MAIO15Um Boletim onde o PCP informa do conteúdo das suas iniciativas contra a privatização da CP Carga e da EMEF, onde aborda a questão do pagamento dos variáveis e da fusão da REFER com a EP e onde apela à participação dos ferroviários na Marcha de dia 6 de Junho cujo sucesso será um importante contributo para a luta dos ferroviários.

Ler Boletim em PDF