Contra o desmantelamento dos serviços públicos e solidariedade com a luta dos trabalhadores do Município de Lisboa

greveNota de Imprensa da Direcção da Organização da Cidade de Lisboa

Como é do conhecimento público, o PCP está contra as propostas que materializam a transferência de competências e de 1800 trabalhadores para as Juntas de Freguesias, porque defende a manutenção desses mesmos serviços no município, assim como vínculo dos trabalhadores.

Continuar...

Solidariedade com a greve dos trabalhadores da limpeza urbana no Município de Lisboa

Os trabalhadores da higiene e limpeza urbana da Câmara Municipal de Lisboa iniciaram no passado dia 23 de dezembro, uma greve que registou uma adesão superior a 85%, dados que se mantiveram no período diurno do dia 24 de dezembro.

Continuar...

Protesto contra o encerramento da Loja do Cidadão nos Restauradores

 
 
Realizou-se, na segunda-feira, dia 16 de Dezembro, pela manhã, um protesto promovido pela Comissão de Utentes dos Serviços Públicos, contra o encerramento da Loja do Cidadão nos Restauradores em Lisboa.

PCP realiza sessões de esclarecimento na Zona Oriental de Lisboa

No âmbito da campanha que o PCP está a promover por todo o país «Basta de roubos e mentiras! Contra o Pacto de Agressão. Demissão do Governo», realizaram-se, na 5ª e 6ª feira, três sessões de esclarecimento na Zona Oriental de Lisboa, com o objectivo de denunciar a proposta de «roubo» e de destruição do país que é o Orçamento do Estado para 2014 e apresentar as propostas do PCP para uma alternativa política patriótica e de esquerda.
 
No dia 21 de Novembro, tiveram lugar as sessões no Clube Estefânia, com a participação de Miguel Tiago, deputado do PCP e na SFUCO, (colectividade nos Olivais), que contou com a participação de Eugénio Rosa, economista.
No dia 22 de Novembro, na Escola Gil Vicente (Graça), com a participação de João Ferreira, do Comité Central e Vereador do PCP na Câmara Municipal de Lisboa.
 
As sessões foram muito participadas, houve oportunidade para esclarecer dúvidas e a perspectiva do alargamento da luta contra as políticas que têm destruído o povo e o país é fundamental para a construção de uma verdadeira alternativa política. O apelo à participação massiva nas acções de 26 Novembro, convocadas pela CGTP-IN, foi destacado nas três sessões.