Praças do eixo central da Cidade de Lisboa interditas à propaganda política

PS e BE devem assumir responsabilidade
de limitação das liberdades constitucionais
 
Praças do eixo central da Cidade de Lisboa interditas à propaganda política

As praças do eixo central de Lisboa estão neste momento interditas à propaganda política. Um dos principais vectores dos direitos e liberdades constitucionais está a ser totalmente coarctado pelas decisões economicistas do PS e do BE na Câmara de Lisboa.
 
As iluminações de Natal são a razão desta gestão errada e os partidos que tomaram estas decisões estão a limitar as liberdades em Lisboa.

Espaço público «vendido» a empresas para publicidade

Vergonhosamente, PS e BE negociaram condições leoninas com empresas, de tal modo que, privatizando o espaço público, excluíram o direito de divulgação de propaganda política nos eixos sujeitos aos contratos referidos.
A situação, na prática, é de exclusividade para o uso destes espaços por parte das empresas que celebraram com a CML os acordos de publicidade incluídos nas iluminações de Natal.

Perante esta situação, o PCP manifesta a sua recusa de tais decisões, repudia este tipo de gestão e alerta para o carácter anti-democrático das decisões tomadas pelos decisores políticos da CML.

PS e BE devem portanto ser responsabilizados pelos resultados do que fizeram e pelas consequências negativas que já estão a sentir-se.

Lisboa: PS livra-se de pelouros mas não da responsabilidade política

Para poderem dedicar-se à campanha eleitoral em que já estão envolvidos, os eleitos do PS, de forma irresponsável e comprometedora, alijaram responsabilidades em áreas fulcrais para a Cidade, quando estão passados apenas 13 meses de mandato e a menos de um ano das próximas eleições.

Continuar...

PS no Governo e na cidade de Lisboa: a mesma política!

Com este título, editou a Célula dos Trabalhadores Comunistas na CM Lisboa um comunicado onde se pode ler: "É grande e justa a insatisfação nos trabalhadores da Higiene Urbana por falta de condições de trabalho. O desinvestimento em viaturas e outro equipamento é uma marca que perdura desde há muito tempo. Hoje, há mesmo trabalhadores que levam das suas casas equipamento para que possam trabalhar. É uma vergonha, mas é verdade!"

Continuar...

Limpeza: Lisboa é cenário de mais uma cruzada privatizadora do PS

O que se vê nesta gestão é afinal a continuação do modelo das anteriores: deixaram degradar não melhorando a qualidade do serviço, acabando por aumentar os custos.

António Costa vem anunciando paulatinamente casos atrás de casos em que decide recorrer a “outsourcing” para a limpeza das ruas através de contratação de empresas privadas para efectuarem o trabalho que devia ser efectuado por Serviços do Município devidamente apetrechados.

Continuar...