PCP contra o encerramento das Estações dos CTT das Olaias, Socorro e Junqueira - Pela reabertura imediata das estações ao serviço das populações

pcp notasobrectt 19jan2018Hoje, sem aviso prévio, foram encerradas as estações do Socorro (Freguesia de Santa Maria Maior), da Junqueira (Freguesia de Alcântara) e das Olaias (Freguesia do Areeiro).
Com esta situação, as populações, comerciantes e utentes ficaram privados de um serviço postal público de proximidade e os trabalhadores com os seus postos de trabalho ameaçados.
Não podemos aceitar mais este inqualificável ataque ao serviço público de proximidade prestado pelos CTT.
Estes encerramentos irão prejudicar em muito os utentes – sendo que muitos deles fazem parte de uma população idosa - que serão obrigados a deslocar-se a estações mais distantes da sua área de residência.
Este é parte de um processo de destruição do serviço postal público e universal a que as populações têm direito que tem como causa a privatização dos CTT levada a cabo pelo anterior governo PSD/CDS e que o actual governo PS não manifesta intenção em reverter.

O PCP na Cidade de Lisboa continuará a estar com a população, os utentes e os trabalhadores dos CTT na luta contra o encerramento das estações dos CTT do Socorro, Junqueira e Olaias, e pela sua imediata reabertura.
Nesse sentido, o PCP continuará a levar a cabo um conjunto de iniciativas que visem a reabertura destas três importantes e necessárias estações de correios para a cidade e para as suas populações e continuará a exigir que a CML cumpra o seu papel em defesa dos direitos e interesses das populações da Cidade de Lisboa.
O PCP apela à mobilização das populações, dos trabalhadores e dos utentes para prosseguir a luta contra o encerramento das estações dos CTT.

O Secretariado da Direcção da Cidade de Lisboa do PCP
Lisboa, 19 de Janeiro de 2018