Edifício “Dispensário de Alcântara” - PS continua apostado na alienação do património público para alimentar a especulação

 
Dispensário de AlcântaraO edifício “Dispensário de Alcântara” foi classificado como Monumento de Interesse Municipal, em  2017, por deliberação unânime da Câmara Municipal de Lisboa após parecer da Divisão de Salvaguarda do Património Cultural, Pelouro da Cultura e da Direção Geral do Património Cultural.  O Dispensário de Alcântara foi inaugurado em 1893 e desde sempre foi um equipamento associado ao apoio a crianças.

Este edifício foi vendido em 2017 pela ESTAMO pelo valor de 3.270.000,00€ e foi aprovada hoje em reunião de CML uma proposta, com os votos
favoráveis do PS, PSD e CDS, que valida o processo de licenciamento deste edifício histórico para que passe a ser um edifício de habitação privada com custos certamente inacessíveis para a maioria da população. 
 
Na opinião do PCP seria possível adaptar este edifício para albergar um equipamento colectivo de serviço público ou mesmo para reconverter em habitação pública, fosse integrado na bolsa de habitação do IHRU ou nos programas de habitação municipais. 
 
Este processo revela mais uma vez que o PS  continua apostado na alienação do património público para alimentar a especulação, neste caso a especulação imobiliária, ao mesmo tempo que a população de Lisboa tem cada vez maiores necessidades ao nível dos serviços públicos e do acesso à habitação.