PCP activamente solidário com a justa luta dos trabalhadores da CarrisTur

carristurA Empresa pública CarrisTUR reduziu em Fevereiro os salários dos seus trabalhadores, depois de em Janeiro ter pago os salários de acordo com o novo CCTV de que é subscritora. Considerou a empresa (pública!) que não podia cumprir a lei e pagar os 630 Euros de salário que estão na tabela do novo CCTV. Um escândalo, que já levou os trabalhadores a marcar três dias de greve, luta com a qual o PCP se solidariza e que já motivou o requerimento ao Governo que se anexa:

Ler Requerimento ao Governo em PDF