Deputada do PCP ao Parlamento Europeu em contactos com a população do Concelho de Sintra

No primeiro dia do mês de Março Inês Zuber, deputada do PCP ao Parlamento Europeu, esteve em contacto com comerciantes e população no concelho de Sintra, no âmbito da campanha de esclarecimento "Derrotar o Governo - Recuperar Salários e Direitos Roubados" promovida pelo PCP.

Em Sintra, defender os serviços públicos e os direitos de quem trabalha

A Comissão Concelhia de Sintra, face aos mais recentes desenvolvimentos relativos à reorganização do Sector Empresarial no concelho de Sintra esclare a sua posição relativamente à defesa dos serviços públicos e dos direitos de todos os trabalhadores que os asseguram. Ler aqui

Em distribuição o Sintra Laboral de Fevereiro

Sintra Laboral Fevereiro 2014 1

Já está em distribuição o número de Fevereiro do Sintra Laboral. Especial destaque para o dia nacional de luta agendado para o próximo dia 1 de Fevereiro. Ler boletim aqui

Utentes de Amadora/Sintra reagem ao terrorismo social do Governo na área da Saúde

As Comissões de Utentes da Saúde dos Concelhos de Sintra e Amadora realizam na próxima quarta-feira, dia 29 de Janeira, pelas 18h00, uma vigília/protesto junto ao Hospital Amadora-Sintra.

A saúde em Sintra no início de 2014

O Vereador da CDU na Câmara Municipal de Sintra, Pedro Ventura, na Reunião de Câmara do dia 21 de Janeiro interviu em defesa do Serviço Nacional de Saúde, apresentando de forma detalhada os inúmeros problemas existentes que exigem solução.

Sintra Laboral de Dezembro em distribuição

mini-sintra-dezO boletim do Sector de Empresas de Sintra do PCP do mês de Dezembro já se encontra em distribuição desde ontem pelas várias empresas do concelho. Nesta edição, destaque para a luta contra o Orçamento de Estado para 2014 e para a campanha do PCP "Basta de cortes, roubos e mentiras".

Ler boletim em PDF

Contra o Orçamento da Fome, milhares de pessoas buzinaram no IC19

Milhares de pessoas aderiram hoje ao buzinão no IC19 (concelho de Sintra) contra a aprovação do Orçamento de Estado para 2014. À tarde, no concelho de Sintra irá realizar-se nova acção de protesto, às 17h30 no Chafariz de Massamá.

CDU Sintra entrega de listas no Tribunal

tribunal2907 No início da tarde do dia 29 de Julho, uma delegação da candidatura da CDU entregou formalmente as listas de candidatos para as eleições aos órgãos autárquicos do Concelho de Sintra, no Tribunal de Sintra.A delegação da CDU foi constituída por Silvino Teixeira (Mandatário da Candidatura), Pedro Ventura (Candidato à Presidencia da Câmara Municipal de Sintra), António Filipe (Candidato à Presidência da Assembleia Municipal) e por inúmeros outros candidatos aos diferentes órgãos autárquicos do Concelho, bem como por dirigentes das forças políticas que constituem a Coligação Democrática Unitária.

Com a entrega em tribunal das suas listas de candidatura à Câmara, Assembleia Municipal e à totalidade das Freguesias do Concelho de Sintra, a CDU apresenta-se como a primeira candidatura formal a todo o universo do Concelho a ser entregue no Tribunal, uma semana antes do final do prazo estabelecido.

tribunal29-07-2

Esta candidatura assegura simultaneamente a confirmação e o prosseguimento da experiência e do comprovado percurso de trabalho dos eleitos da CDU, com a necessária renovação, em si mesma garantia para o futuro da exigência colocada pelos eleitos da CDU no exercício das suas funções políticas enquanto representantes dos munícipes de Sintra e que pautam a sua acção respeitando o lema "Trabalho, Honestidade e Competência".

Ligados à vida e às aspirações populares, e identificados com os principais sectores de actividade e as principais organizações de massas, os candidatos que integram as listas hoje entregues dão expressão ao protesto e à exigência de uma mudança efectiva na vida do Concelho de Sintra, e asseguram uma combativa contribuição para a mobilização e o esclarecimento indispensáveis à afirmação de uma política de mudança.

Com 438 Candidatos apresentados, 25% são independentes, 30% tem menos de 40 anos e 44% são mulheres, estamos perante uma candidatura que assume a sua juventude e renovação, confirmando um traço distintivo da CDU a participação de muitos independentes que contribuem activamente para um espaço de amplo debate e da realização de um diversificado trabalho colectivo.


Notícia do Tudo Sobre Sintra

Notícia da Rádio Ocidente

A Cultura Conta


16569 419424754840781_983271771_nUma delegação da CDU, composta por Pedro Ventura e Paula Borges, visitou no dia 23 de Julho de 2013 o Chão de Oliva – Centro de Difusão Cultural em Sintra. A fruição cultural é um factor da democracia política cujas potencialidades só se podem desenvolver com o alargamento e a elevação da formação e da vida cultural das populações. É um factor da democracia económica, do desenvolvimento e da modernização, porque representa a qualificação da principal força produtiva: o trabalho humano. É um factor da democracia social porque é um vector de intervenção crescente na vida da sociedade, por parte dos trabalhadores, das classes e grupos sociais mais vitalmente interessados na democracia. É um factor de soberania nacional, porque coopera na formação da identidade nacional, num processo aberto e activo e de interacção com a cultura mundial. Ficou patente que para a CDU o apoio à cultura deverá ser equacionado numa lógica de rede cultural alargada a todo o concelho, com planeamento atempado, com financiamento garantido em função da importância do projecto e com a utilização diversificada das estruturas municipais existentes.

Para a CDU, um verdadeiro programa cultural municipal pressupõe ou implica: a generalização da fruição dos bens culturais e das actividades culturais, com a eliminação das discriminações económicas e sociais no acesso aos conhecimentos e à actividade cultural; a formação de uma consciência cultural local capaz de elevar o nome do concelho; o reconhecimento e a valorização da função social dos trabalhadores da área cultural e das suas estruturas e a melhoria constante da sua formação e condições de trabalho, e o apoio efectivo aos jovens artistas; o apoio ao livre desenvolvimento das formas populares de criação e fruição, de associativismo e vida cultural, reconhecendo-se e valorizando-se o seu papel dinâmico na formação da identidade local sintrense; a criação das condições materiais indispensáveis ao desenvolvimento da criação, produção, difusão e fruição culturais, com a rejeição da sua subordinação a critérios mercantilistas e no respeito pela controvérsia científica e pela pluralidade das opções estéticas.

971172 419424704840786_396340508_n

Da informalidade da conversa surgiram importantes conclusões que nos permitem assegurar que, para a CDU, a cultura conta!