CDU formaliza candidaturas em Sintra

A CDU é a primeira força política candidata às eleições autárquicas de 2017 a formalizar candidatura.
A CDU apresentou hoje à tarde, junto aos SMAS, edifício emblemático para o projecto da CDU, que valoriza a gestão pública da água para garantir um serviço de qualidade, o seu mandatário concelhio, Lino Paulo.
.
Lino Paulo tem 69 anos, é sociólogo de formação e tem no seu currículo um vasto património de intervenção política e cívica. Como eleito na Câmara Municipal de Sintra distinguiu-se, entre outras coisas, pelo seu trabalho no âmbito da requalificação de áreas urbanas de génese ilegal, pela reabilitação dos centros históricos, tendo dirigido a candidatura de Sintra a Património Mundial, e pelos programas de habitação e de realojamento. Foi ainda membro da Assembleia Municipal de Sintra e da Assembleia Metropolitana de Lisboa.
.
Após a apresentação de Lino Paulo como mandatário da CDU, os candidatos da CDU procederam à formalização da entrega das listas da CDU no tribunal de Sintra.
.
As listas da candidatura às autarquias de Sintra traduzem um amplo processo de contactos com todos os que se identificam com o projecto de Trabalho, Honestidade e Competência que a CDU corporiza. Para o levar a cabo, assumem um compromisso com a população do município de Sintra um total de 390 candidatos, das mais diversas origens geográficas, profissionais e outras, com experiências distintas, mas com o mesmo objectivo, melhorar a vida de quem vive e trabalha em Sintra.
.
A CDU concorre à Câmara e Assembleia Municipais de Sintra e concorre às 11 Assembleias de Freguesia actualmente existentes. Mais de 100 (106) dos 390 candidatos da CDU são independentes.
.
Na candidatura às 11 Assembleias de Freguesia, a CDU apresenta um total de 327 candidatos, com uma percentagem de independentes de 31% e uma percentagem de mulheres de 41%. A média etária destes candidatos é de 51 anos, e o equilíbrio entre o rejuvenescimento das candidaturas a apresentar e a experiência de trabalho junto das populações traduz-se no facto de, dos 11 cabeças de lista, 7 serem-no pela primeira vez.
.
Relativamente aos candidatos que se apresentam à Câmara e Assembleia Municipais, a percentagem de mulheres é de 36% para a Assembleia e de 55%, mais de metade, para a Câmara. A média etária dos candidatos à Câmara e à Assembleia é de 45 anos.
.
São estes os homens, mulheres e jovens que irão construir em Sintra a Certeza da Mudança!

sintra0108

CDU apresenta candidatos na Tapada das Mercês

A CDU apresentou na Tapada das Mercês os candidatos, moradores nesta urbanização que integram a lista para a Assembleia de Freguesia.

Na sua intervenção, Vítor Ferreira, candidato à presidência da Junta fez um balanço do trabalho da CDU nesta urbanização, no contexto dos pelouros da sua responsabilidade na Junta, nomeadamente a requalificação dos polidesportivos e instalação de equipamentos de ginástica na rua Josefa de Óbidos. A luta pela reabertura de um posto dos CTT e de um balcão da CGD.

Apresentou seguidamente o programa da CDU para a Tapada das Mercês, dando especial destaque para a concretização da proposta da CDU, já aprovada pela Câmara Municipal de Sintra, para um programa de requalificação da urbanização, de construção de um parque urbano aproveitando a mancha verde que a liga à Rinchoa e de transformação da Quinta do Marquês em zona de lazer.

A dinamização da Casa da Juventude, o alargamento da rede pública de jardins de infância e a requalificação das escolas do 1.º e 2.º ciclos, a criação de centros de dia para idosos, a dinamização do comércio local, a instalação de um posto dos CTT e de um balcão da CGD fazem igualmente parte das propostas da CDU para a Tapada das Mercês pelas quais lutarão no próximo mandato.

Jacinto Domingos, vogal da CDU na Junta de Freguesia e candidato à Assembleia Municipal de Sintra apresentou algumas das medidas prioritárias da CDU para o concelho, das quais destacou a construção de um hospital público para Sintra que corresponda às necessidades da população de Sintra.

tapadamerces2807

REPOSIÇÃO DOS 3 DIAS DE FÉRIAS AOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL E SMAS

Na última reunião de Câmara, o vereador da CDU Pedro Ventura apresentou uma moção para a Câmara Municipal de Sintra assinar um ACEP que consagrasse a reposição dos 3 dias de férias roubados pelo anterior governo do PSD/CDS, entre outras matérias.

Este novo tipo de ACEP já foi assinado em várias autarquias da CDU, sendo que os trabalhadores da CM de Loures, do Sobral de Monte Agraço, entre outras, já podem usufruir dessa reposição de dias de férias.

 

Em Sintra, esta proposta foi REJEITADA pelo PS e pelo PSD.

 

Como argumento, dizem que é demasiado próximo das Eleições Autárquicas.

Não aceitamos limitações à autonomia da contratação colectiva e da livre negociação impostos por calendários eleitoralistas.

Estranhamos que não tenham utilizado esse mesmo argumento quando se comprometem em gastar 30 milhões de Euros numa competência (hospital) que não é da Câmara Municipal antes das eleições.  

 

A Luta Continua!

smas1907

Candidatos da CDU aprofundam conhecimento sobre questões relacionadas com os trabalhadores e as empresas de Sintra

Pedro Ventura, candidato da CDU à Presidência da Câmara Municipal de Sintra e actual Vereador, estiveram no passado dia 10 de Maio na Delegação de Sintra da União dos Sindicatos de Lisboa. Em reunião com dirigentes sindicais do SINTAB (Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Industrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal), do SITE (Sindicato das Industrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente), do SIESI (Sindicato das Industrias Eléctricas do Sul e Ilhas) e do STFP (Sindicato dos Trabalhadores em Funções públicas e Sociais), foram abordadas questões relacionadas com os trabalhadores e as empresas de Sintra, específicas de cada sector profissional, de forma a um melhor conhecimento da situação actual.

8 de Março em Sintra: em contacto com as mulheres trabalhadoras

secundariastamariaO dia 8 de Março - Dia Internacional da Mulher foi assinalado pelo PCP em Sintra com contactos com as trabalhadoras das empresas do concelho. Durante a manhã e tarde deste dia as trabalhadoras das empresas Hikma, Sofarimex, Tabaqueira, Essilor, Mondelez, Alva, Adreta, Arneg, da Câmara Municipal de Sintra e dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, e das escolas Padre Alberto Neto, Leal da Camara, Visconde Juromenha e Santa Maria receberam dos militantes do PCP um documento sobre esta data e um cravo vermelho para assinalar a necessidade da continuação da sua luta pela igualdade na lei e na vida.

CDU afirma alternativa em Sintra no contacto com trabalhadores

Rita Rato, candidata da CDU pelo círculo eleitoral de Lisboa e Pedro Ventura, vereador da CDU na Câmara Municipal de Sintra e candidato à Assembleia da República, estiveram na manhã do passado dia 30 em Sintra, numa acção de contactos com os trabalhadores do município. Esta iniciativa teve como principal objectivo, a auscultação dos trabalhadores e a prestação de contas do trabalho efectuado pelos comunistas na Assembleia da República.

 

Sintra: Travar a privatização da Água

A CDU - Concelho de Sintra em comunicado distribuído à população reitera que a "água é um bem público e o acesso à água tem que ser garantido como um direito humano". Este princípio é incompatível com a "possibilidade da água ser um negócio só de alguns" e alerta para as consequência da privatização deste sector: menos controlo democrático sobre as políticas futuras; mais discriminação no acesso a este bem essencial; prejuízos públicos para lucros privados; água privada – água mais cara.

 

Ler documento em PDF



Linha de Sintra: Público é de todos, privado é só de alguns

A privatização da Linha de Sintra, que afectará directamente 210.000 utentes é um negócio que tem sido anunciado desde os anos 90 por alguns presidentes do Conselho de Administração da CP, a luta dos utentes e dos trabalhadores do sector tem impedido essa machadada no nosso direito à mobilidade. A fusão da REFER com as Estradas de Portugal estabelece a “reestruturação da empresa” e a contínua saída de trabalhadores procurando destruir toda a capacidade pública, agravando a dependência do Estado face aos grandes grupos económicos. Ler Documento em PDF

Presidente da Câmara de Sintra, Governo e UGT impõem adaptabilidade e banco de horas!

20140225 semana luta aceep vfxO Governo PSD/CDS-PP, após ter imposto o horário de trabalho de 40 horas semanais para a função pública, impôs, ao arrepio da autonomia do Poder Local, esse mesmo horário às autarquias. Face ao protesto generalizado de trabalhadores e autarcas, o Tribunal Constitucional emitiu um Acórdão considerando que o horário das 40 horas semanais era aceite apenas como o limite máximo ao horário de trabalho, dando assim razão às autarquias que pretendem manter as 35 horas. Neste sentido, foram assinados mais de seiscentos ACEEP entre autarquias e o STAL.

 

CDU-Concelho de Sintra promoveu Encontro Público sobre “A Água é Pública. É de todos.”

A CDU - Concelho de Sintra realizou, no passado dia 10 de Abril, no Auditório dos SMAS de Sintra, o Encontro “A Água é Pública. É de todos.” A CDU Sintra entendeu promover este Encontro tendo como objectivos principais: Defender o papel determinante da Autonomia do Poder Local na Gestão Pública da Água ao serviço das populações e do País, apontando alternativas à chamada “Reestruturação do Sector das Águas” e medidas afins, apresentadas muito recentemente; Promover o esclarecimento das populações e de entidades sobre as consequências dessa “Reestruturação”, bem como de alternativas que respeitem a Autonomia do Poder Local, as quais estão sujeitas ao controlo e ao julgamento democrático dessas populações.