Campolide

CDU de Campolide edita Boletim


A CDU de Campolide editou um Boletim à população desta freguesia da Cidade de Lisboa. Nesse comunicado, a CDU reafirma os seus compromissos com a população, em torno de problemas concretos e propostas que entende justas, e critica a maioria relativa do PS na freguesia pela opção de constituir um executivo monocolor na freguesia.

Ler comunicado em PDF

PS e BE voltam as costas a moradores do Bairro da Liberdade

A CML, com base num estudo do LNEC relativo à parte Norte da Escarpa do Bairro da Liberdade, informou os Moradores da sua intenção de proceder ao seu desalojamento, num prazo de 60 dias, para desocupação da encosta. Essa informação partia do princípio da clandestinidade de todas as construções e não mencionava qualquer perspectiva de realojamento.

Continuar...

Campolide: Bela Flor um bairro ao abandono

BelaFlorNa sequência da visita dos eleitos do PCP ao Bairro da Bela Flor, em Campolide, foram apresentados pelos moradores diversas queixas referentes às condições de vida no bairro.
Os Vereadores apresentaram em requerimento as carências da população e reclamaram uma intervenção eficaz da CML, mas até agora, passado um mês inteiro, nada aconteceu.

Continuar...

Encerrar Escolas em Campolide: Uma prática de Direita

ENCERRAR ESCOLAS EM CAMPOLIDE: UMA PRÁTICA DA POLÍTICA DE DIREITA

A CDU reclama novas escolas e um jardim-de-infância para a Freguesia de Campolide

A política de direita executada pelo PSD na CML desde de 2001 tem vindo a agravar a situação do Parque Escolar da Freguesia de Campolide.
A política de direita do PS no Governo conduz à mesma situação.
Na nossa Freguesia, há tristes exemplos que comprovam que assim é e que mostram os prejuízos que advêm para a população, quer por culpa do PSD na Câmara, quer por culpa do PS na DREL e no Ministério da Educação.

Maus exemplos provam que esta política de direita prejudica pais e alunos

1º - Em Setembro de 2002, foi encerrada pela CML a Escola 96.
Em 2007, a CML prevê a construção da Escola na 4ª fase do Plano de Reabilitação do Bairro da Serafina e da Liberdade. Só não se sabe é para quando a sua concretização. Os prejudicados são os pais e as crianças dos dois bairros. Mas isso interessa pouco aos actuais responsáveis da Câmara.

2º - Em 2003, a CML encerrou a escola 13, alegando que estava em ruínas.
No actual mandato, tem prometido a abertura da escola, dando o dito por não dito, porque afinal… a escola já não esta em ruínas.
Sinais claros de desorientação, de avanços e recuos, que só podem deixar os utentes cada vez mais desconfiados desta gestão.
 
3º - Em Janeiro de 2005, a CML inicia a construção da Escola 80 e do Jardim-de-Infância da Bela Flor.
Parecia que dessa vez tudo estava a ir bem. Mas... passadas três semanas, a mesma CML conclui que afinal o projecto estava imperfeito. A construção foi interrompida, o empreiteiro indemnizado. Até hoje...

4º - Concretizando a sua política de direita, o ministério da Educação através da Direcção Regional de Educação de Lisboa, assina um protocolo com a CML e decide suspender as Escolas 96, 13 e 80 a partir do ano lectivo de 2007/2008, integrando a 96 no Vale de Alcântara e a 13 e a 80 na Mestre Querubim Lapa.

CDU exige medidas

Neste quadro, e perante os perigos iminentes de ruptura do sistema de equipamentos escolares na Freguesia de Campolide, a CDU exige:

1.O cancelamento imediato do protocolo celebrado entre a CML/PSD e o Ministério da Educação/PS;
2.A reabertura da Escola 13 no ano lectivo 2007/2008;
3.A construção da Escola 80 e do Jardim-de-Infância da Bela Flor, cuja construção foi interrompida há mais de dois anos e nunca mais retomada;
4.A construção da Escola 96, conforme o que está previsto na 1ª fase do Plano Reabilitação do Bairro da Liberdade.
______________________________________________________________________

CAMPOLIDE, LISBOA, 12 DE ABRIL DE 2007