10 - O FASCISMO, A ditadura terrorista do grande capital

O único Estado Socialista que vingou, com a situação revolucionária criada pela I Guerra Mundial, foi o soviético. A Revolução Alemã foi derrotada em 1919, com os traidores da II Internacional a assassinarem Rosa Luxemburgo e Karl Liebchnet.
E em 1929 o capitalismo mergulha na Grande Depressão: falências em massa, colapso do comércio, desemprego massivo. Mas a resposta à crise foi o fascismo. O fascismo encontrou apoio de massas nas camadas médias empobrecidas pela crise e nos trabalhadores desempregados e desorganizados, e contou com o apoio decisivo das classes dominantes assustadas pelo fantasma do comunismo.
Três características fundamentais definem o fascismo: o chauvinismo, exacerbando os sentimentos nacionais e dando-lhes uma forte componente xenófoba e racista; o terrorismo, assente numa doutrina anti-democrática, exigindo obediência cega ao chefe e utilizando a violência de Estado contra toda a oposição; a sua ligação com os interesses das classes dominantes.
O 7º Congresso da Internacional Comunista (1935) traçou a linha geral para enfrentar esta ofensiva: a unidade anti-fascista, preconizando a frente única no movimento operário e a frente popular, e o fim da fase de enfrentamento entre comunistas e social-democratas, que facilitara a escalada fascista. Esta linha levou à vitória da Frente Popular em França e orientou a resistência nos países ocupados pelo fascismo depois de 39.

 

Ler o Discurso de Clara Zetkin na Abertura do Parlamento Alemão em 1932