Professores: milhares nas ruas pela Escola Pública

profs miniForam milhares os professores que se manifestaram em defesa da escola pública, da qualidade do ensino e da profissão a 26 de Janeiro. Os docentes responderam, deste modo, de forma positiva à convocatória da FENPROF.

A resolução aprovada na manifestação que culminou no Rossio denuncia que a «Educação em Portugal está a sofrer um fortíssimo ataque, concretizado por políticas e medidas de cariz economicista e matriz neoliberal. Os profundos cortes orçamentais impostos pelo governo levaram à aplicação de medidas que põem em causa a Escola Pública, a qualidade do ensino, as condições de trabalho, os direitos sociais e profissionais, a estabilidade e o emprego dos professores».
Na manifestação foi lançado o apelo a uma grande presença dos professores nas concentrações e manifestações gerais convocadas pela CGTP que vão ocorrer a 16 de Fevereiro e foi proposta a realização de uma Semana de Luto nas Escolas, contra as políticas educativas e as medidas anunciadas, na semana de 18 a 22 de Fevereiro.

A luta continua em defesa das freguesias

mini- MG_2497Um dia depois de PSD e CDS aprovarem a extinção de 1165 freguesias, Manuel Pisco, membro do Comité Central, presente na concentração em defesa das freguesias, manifestou a disponibilidade do PCP para, ao lado das populações e dos trabalhadores, pôr fim a esta ofensiva contra o poder local democrático e para pôr fim a está política e a este governo.

Sector da Higiene Urbana com grandes adesões por todo o Distrito

mini- MG_8822O Sector da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Lisboa, que aderiu esmagadoramente, é bem o reflexo de um sector que está a registar adesões entre os 85% e os 100% no essencial das autarquias do distrito. 

Democracia e Socialismo, os valores de Abril no futuro de Portugal

mini-xixcongresso

Realizou-se o XIX Congresso do PCP. Para uma completa reportagem sobre o mesmo, indispensável a consulta da respectiva secção no sítio central do Partido.

Nem Merkel, Nem Troikas! Greve Geral!

aq usarNo dia em que o povo de Lisboa dará à Sra. Merkel a recepção que esta merece (Camões, 15h00), foi colocado no Aqueduto das Águas Livres a bem exemplificativa frase «Nem Merlel, Nem Troikas! Greve Geral!»