Frustock tenta despedir delegado sindical... porque marcou plenário de trabalhadores!

mini- MG 9274Dirigentes e delegados sindicais concentraram-se hoje junto à empresa Frustock numa acção promovida pelo SINTAB e pela União dos Sindicatos de Lisboa, em solidariedade com Daniel Ferreira, delegado sindical da empresa que labora na Abrunheira, Sintra.

 Esta acção decorre na sequência da tentativa de despedimento de Daniel Ferreira, logo após o delegado sindical ter marcado um plenário que visava permitir aos trabalhadores a discussão das suas condições de trabalho. Os trabalhadores têm denunciado que a empresa não paga o subsídio de férias aos trabalhadores antes do gozo das mesmas, não paga o trabalho realizado em dia feriado, Sábados ou Domingos, reduz unilateralmente o pagamento do subsídio de alimentação, não paga o trabalho suplementar, não paga o trabalho nocturno, não disponibiliza um placard sindical e não afixa o mapa de férias dos trabalhadores, entre outras ilegalidades.

Daniel Ferreira afirmou no local "sou o primeiro delegado sindical nesta empresa e certamente não serei o último". A iniciativa contou com a presença do coordenador da USL, Libério Domingues, e do Secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos. O PCP manifesta a sua solidariedade com Daniel Ferreira e com os trabalhadores da Frustock, na defesa dos seus direitos e legítimas aspirações.