Não é admissível agravar a situação dos trabalhadores em Azambuja

azambujaNem um Direito a menos. Todos os trabalhadores devem ser testados!
Não é admissível agravar a situação dos trabalhadores em Azambuja
A Comissão Concelhia de Azambuja do Partido Comunista Português exige medidas concretas do Governo, perante a dramática situação no concelho, como a realização de testes a todos os trabalhadores em empresas da área; definição de planos de Saúde Pública e de Higiene e Segurança no Trabalho, dotação de todos com equipamentos de protecção individual, a suportar pelas entidades empregadoras e o aumento da oferta de transportes públicos e colectivos.


Medidas que na opinião do PCP, não podem implicar a perda de direitos ou de rendimentos dos trabalhadores.
A situação já denunciada na Avipronto e protelada até à iniciativa do sindicato, junto das autoridades competentes, as referências publicas a outras empresas da área e mais recentemente a realidade da SONAE, todas elas com impacto na população do concelho colocam a necessidade da realização de uma Assembleia Municipal, onde a Câmara Municipal disponibilize uma informação pormenorizada.


A Comissão Concelhia de Azambuja do PCP reafirma a sua solidariedade aos trabalhadores de Azambuja perante a situação actual, reafirmando que podem contar com os comunistas para a luta em defesa dos seus direitos e valoriza o papel determinante da luta organizada para a manutenção dos Direitos e Rendimentos, exigindo o respeito pelo direito constitucional na área da Higiene e Segurança no Trabalho que PS e PSD frequentemente têm ignorado. 

A Comissão Concelhia de Azambuja do PCP rejeita a responsabilização dos trabalhadores pela situação criada e a ilibação das entidades empregadoras, como fez hoje a Ministra da Saúde, não referindo as condições de transporte, em particular na Linha de Azambuja.
A Comissão Concelhia de Azambuja do PCP

Ler comunicado em PDF